facebook twitter PT EN
Monumentos
 Início | O Legado | Castelos | Complexo Monumental de Santiago da Guarda

História

O Complexo Monumental de Santiago da Guarda integra o Paço dos Vasconcelos, Condes de Castelo Melhor, e uma Villa tardo-romana dos séculos IV-V, reunindo diferentes épocas históricas num espaço único.

O Paço dos Vasconcelos é uma residência senhorial quinhentista erguida a partir e em torno de uma matriz medieval turriforme, construída sobre a Villa de requinte, cuja área residencial é superior à do paço em si eda qual se destaca o conjunto de 17 mosaicos policromáticos descobertos em pleno século XXI, um dos quais eximiamente exposto na área de acolhimento.

Inserida na região da Ladeia e atravessada pela Estrada Coimbrã, esta propriedade constituiu, certamente, um reduto estratégico militar privilegiado à época da Reconquista Cristã. Com efeito, a linha de defesa baseada nos castelos de Pombal, Germanelo, Penela e Lousã, entre outros, durante o governo de D. Afonso Henriques, encontrou em torres dispersas pelo território o complemento necessário à guarda avançada de Coimbra, pelo que tudo indica que a torre quatrocentista resulta da intervenção realizada sobre uma torre preexistente.

Em 1468, D. Afonso V doa a João Rodrigues Ribeiro de Vasconcelos, membro do Conselho do Rei, alcaide-mor de Pombal e Comendador da Ordem de Cristo, a “Quintã da Guarda”, propriedade, “honrada e coutada”, que foi sendo transmitida ao longo de gerações. No decorrer da primeira metade de quinhentos, Simão de Sousa Ribeiro manda edificar, em redor da torre, um Paço “numa linha cortesã e humanista”.


Caraterização

Complexo constituído pela pars urbana de uma villa tardo-romana, uma torre quatrocentista e um paço quinhentista com capela. A torre de “planta quadrangular, com os ângulos reforçados por silhares, coroada por merlões” é rasgada por frestas e pequenas janelas de arco quebrado. “O acesso ao interior faz-se ao nível do primeiro piso, a partir de uma escada em pedra, localizada na fachada virada ao pátio”. O portal é de arco apontado, onde se observam vestígios de encaixe para os eixos laterais da porta. Originalmente a torre teria 3 pisos de sobrado, sendo que o primeiro corresponderia à sala e abria-se ao exterior através de 3 frestas (hoje entaipadas, comprovam, juntamente com outros elementos arquitetónicos, a existência de uma torre medieval) e uma janela conversadeira rasgada a poente.

O Paço, “assegura ao conjunto um lugar de destaque na história da arquitetura doméstica portuguesa de Quinhentos”. “Com uma matriz vincadamente racional, residência e anexos configuram quatro alas em torno de um pátio central, definindo uma área retangular.” A entrada principal, a nascente, encontra-se “rigorosamente a eixo da porta da torre, vincando a nobreza do trajeto que, cruzando o pátio, articula os dois elementos mais significativos de todo o conjunto.”

A Capela, de planta quadrangular, ergue-se adjacente “à zona de maior recolhimento da ala nobre, em sintonia com o discurso de D. Duarte”, mantendo a “cobertura original com abóbada nervurada de perfil abatido”.

A discreta gramática manuelina, adotada quase sem exceção em todos os vãos, é abandonada nas mísulas e chaves, à exceção da central que ostenta “a pedra de armas dos Câmaras”, cuja afixação se deve ao casamento entre D. Mariana de Lencastre”. (TRINDADE, 2001).

A Villa Romana de séculos IV-V, da qual é possível observar uma área superior a 170 m2 de pavimento musivo, vem adicionar ainda mais riqueza ao património sobre ela edificado, tornando este complexo um conjunto patrimonial ímpar.


Classificação

Monumento Nacional (Decreto de 12 de setembro de 1978). 


Acesso

Rua Condes de Castelo Melhor, Santiago da Guarda – Ansião
Coordenadas: 39º56’52.86”N /8º28’50.52”W

Informações Úteis

- Verão: Terça a Sexta e domingo 10h00/13h00 – 14h30/18h30 | Sábado 14h30/18h30
- Inverno: Terça a Sexta 09h00/12h30 – 14h00/17h30 |Sábado e Domingo 14h00/17h30
- Encerra à Segunda-feira e feriados.


Linha do Tempo
Turismo do Centro
Coimbra
Figueira Foz
Lousã
Miranda do Corvo
Montemor-o-Velho
Penela
Pombal
Soure
IPN
UC
DRCC
Apoios
W3C   Mapa do Site | Ficha Técnica